Seguidores

15.7.17

Hoje o sol não brilhou os pássaros não cantaram e lágrimas rolaram no meu rosto.

Leninha, por algum desses mistérios da vida, você sabia que estava partindo e quis preparar o meu coração, mas eu me recusei a ouvir as palavras que me queimariam como fogo, pois não queria aceitar que iria perder um pedaço de mim. Ainda ouço a sua voz a me orientar, a pedir, a explicar tudo que eu deveria fazer quando você partisse. E enquanto você falava eu apenas fiquei olhando o seu rosto tão suave, os fios do teu cabelo louro começando a crescer, gravando na minha alma a sua expressão e os seus lindos olhos verdes. Para sempre vou me lembrar da sensação que senti quando você me abraçou bem forte e falou: obrigada Veruskinha por tudo que fez por mim nesta vida.
Minha Leninha, eu nada fiz por você além de aceitar com muita gratidão as coisas maravilhosas que sempre me chegavam através da sua bondade, do conforto de seus conselhos, de suas palavras sempre cheias de carinho. Se fiz alguma coisa foi simplesmente amar você com aquele amor infinito como se ama uma filha do coração e estar sempre pedindo a Deus pela sua felicidade.
E quando você se foi, eu só conseguia sentir que estava perdendo uma parte de mim, e as lágrimas só receberam consolo por saber que você estava feliz, pois sabia que iria encontrar os seres amados que já haviam partido. E eu fiquei imaginando a festa que eles fizeram com a sua chegada e tolamente me lembrei daquela famosa frase do Pequeno Príncipe:
“Quando olhares o céu de noite, porque habitarei uma delas, estarei rindo, então será como se todas as estrelas te rissem! E tu terás estrelas que sabem rir!”
Para mim você será como uma estrela que vai me sorrir em qualquer parte do céu que eu olhar, pedindo um conselho ou apenas matando as saudades.
Vão ficar muitas das nossas histórias guardadas na minha memória, a me lembrar a falta que sentirei de você, minha amiga e irmã querida, minha "filha" tão amada.
Atendendo o seu pedido aqui estou encerrando o seu blog, apagando as postagens anteriores. Desculpe não ter seguido apenas a orientação de deixar um vídeo com uma das músicas que foi tema do seu casamento, a Ave Maria, pois eu senti necessidade de escrever estas palavras.
Daqui a algum tempo eu prometo apagar a minha mensagem e deixar apenas a música que você tanto gostava e que representava uma união de amor.
Agora eu me despeço de você, Leninha querida, e vou buscar um pouco mais da sua presença cumprindo todas as outras orientações que você me deixou, do jeitinho que você gosta, com capricho, com amor, com dedicação. Porque você era também isto, minha menina, uma perfeccionista em tudo que fazia.
Que Deus a tenha sempre na Sua Santa Paz.
Da sua, sempre sua,
Veruskinha
http://helena.blogs.sapo.pt/
Gostaria de anular esta data que me sufoca, pois sinto muito o meu coração chorar por querer os abraços ou até as risadas de alegria que transmitia com tanta satisfação.
Tanto carinho, seria de invadir o meu coração que isto fosse apenas um pesadelo. Mais as cores que são alegres também contam as cores fortes, cores tristes, assim é a vida marcando contrato com o tempo.
Teu eterno amigo...


17 comentários:

Mirtes Stolze. disse...

Boa noite Manuel.
Eu vim conhecer o seu blog, e um amigo da Leninha, mas não sabia que iria encontrar algo tão emocionalmente. Estou muito emocionada. A Leninha deixou muitos de nós, que realmente gostava muito dela, com uma forte tristeza e saudades. Um bela homenagem, do jeitinho que ela gostava. Um feliz domingo. Abraços.

Vera Lúcia disse...

Manuel Luis, estou aqui a chorar de tanta emoção que senti ao ver a linda homenagem que você fez para a nossa querida Leninha através da mensagem que eu postei no seu blog.
A Leninha era assim, intensa, verdadeira, afetuosa, quando gostava de alguém ela demonstrava isto dentro de uma sinceridade que cativava a gente. Por isso eu acredito que a amizade que uniu vocês dois tenha sido muito bonita, o que fez com que você lhe prestasse essa homenagem. Com toda a certeza ela sentirá de alguma forma o seu carinho por ela e ficará feliz. Ela tinha uma facilidade enorme de sorrir, de se emocionar, de se entusiasmar com tudo. Apenas nos últimos tempos ela se recolheu um pouco, ficou mais introspectiva, e acredito que o fato de saber da gravidade de sua doença e do risco que corria com a segunda cirurgia, tenha feito com que ela ficasse mais reclusa. Este fardo ela não quis dividir com ninguém, apenas os dois médicos amigos seus sabiam os riscos que ela corria.
Enfim, Manuel Luis, o rastro de luz que ela deixou vai permanecer no nosso coração, e acredito que ela só pode estar num lugar muito bonito junto dos seus amados que partiram antes.
A nós, seus amigos que tanto a amamos, só resta mesmo esta saudade que hoje ainda é muito doída, mas que com o tempo irá suavizar e deixar dentro de nós somente os sorrisos e as estrelas que ela tão generosamente distribuiu enquanto esteve ao nosso lado.
Você nem pode imaginar o tamanho da gratidão que vou levar comigo com este gesto tão bonito de sua parte.
Que Deus ilumine a sua vida e que você possa ser sempre muito feliz.
Um abraço afetuoso da
Vera Lúcia

Vera Lúcia disse...


Olá Manuel,

Emocionei-me demais com esta sua homenagem.
Com a querida, afetuosa e encantadora Leninha eu cheguei a passar por vários estados de espírito, ou seja, emoção, alegria e dor. Apesar de ter acompanhando tudo o que foi noticiado no blog dela e de ter recebido um recado amoroso dela às vésperas de sua segunda cirurgia, não retornei ainda ao seu espaço, pois os acontecimentos que se sucederam nos bastidores da blogosfera me deixaram confusa e estarrecida. Então, orei muito por ela e, no final, pedi a Deus que acolhesse seu espírito iluminado, confortando todos os corações enlutados pela grande perda.

O momento é de dor e de perplexidade para todos que com ela interagiam.
Fique bem!
Deixo-lhe um afetuoso abraço.

Vou passar-lhe um e-mail. Se não receber, avise-me, por favor (veraduti@hotmail.com).

Ana Freire disse...

Não tive o prazer de interagir com a Leninha!
Fui-me apercebendo ultimamente, que era uma pessoa muito querida, por tanta gente da blogosfera... sabia que se encontrava bastante doente... e aguardava que melhorasse, para começar a visitar o seu espaço... infelizmente a oportunidade perdeu-se... e o céu ganhou mais um anjo... certamente com uma missão bem especial, em qualquer outro lugar...
Linda a tocante homenagem, que aqui encontro, Manuel... já tinha lido as palavras da Vera, que muito me emocionaram... pois mesmo não conhecendo a Leninha, também passei lá pelo seu espaço, por estes dias, apresentando as minhas condolências a todos os familiares e amigos...
Beijinho
Ana

Otília Santana disse...

Bonita homenagem Manuel..... Não tenho palavras para acrescentar .. só pedir aos irmãos de luz que a encaminh e oriente para a nova morada com a intercessão de Deus

dinapoetisadapaz disse...

Bom dia Manuel, vi seu blog na página da Gracinha e vim conhecer seu blog, Já li diversos comentários sobre a partida da Leninha, eu não a conhecia, mas confesso que pelo que li sobre a mesma , devia ser uma linda e verdadeira amiga e como pessoa um ser de muita luz. Ao ler a sua mensagem me emocionei e fui às lágrimas, Uma linda e tocante mensagem. Que ela descanse em paz. Que Deus conforte seu coração. O ceú deve está em festa!
Um abraço de paz, deixo!

São disse...

Não conheci a Leninha, mas peço que tenha muita Luz e aqui deixo a minha solidariedade a quem sofre com a sua partida.

Paz e Luz !

© Piedade Araújo Sol disse...

Manel
fiquei deveras emocionada com esta postagem, e embora ande há muitos anos nestes espaços, não interagi muito com a Leninha, mas aqui deixo o meu abraço de solidariedade.
que descanse em paz
beijinhos
:(

A Casa Madeira disse...

O que dizer depois destas palavras...
A não ser emoção; realmente a vida tem um contrato
com o tempo; e esse tempo as vezes sabemos ou não.
PAZ E BEM.

tulipa disse...


Chego aqui e deparo-me com este Post
Parece-me que a Leninha era conhecida de muitas pessoas dos blogues

Nunca interagi com a Leninha!
Nem sei quem era...

Só sei que há mais uma estrelinha a brilhar no céu

apresento as minhas condolências

Deus lhe dê Eterno Descanso!

Mariazita disse...

Partiu uma grande Amiga, deixando um vazio difícil de preencher.
Como ser excepcional que era, duma bondade fora do comum, certamente estará nem lugar muito aprazível, como merece.
Paz à sua alma.

Obrigada pela presença na minha "CASA".
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Mariazita disse...

Rectificando; num lugar

MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Pedrasnuas disse...

Uma perda é sempre uma perda... Lamentavelmente, tenho-me dado conta que há muita gente a partir e de todas as idades e mesmo classes sociais ! Não é para menos, desde o ar que se respira, a alimentação, a água, o estilo de vida. Praticamente nada é saudável! E a factura está aí , a circular... Torna-se assustador! Não sei se alguma vez me cruzei com a Leninha, a blogosfera é um caudal de nomes, uma imensidão de gente. Pessoas com alma, com vida, com problemas ... enfim! Que a Leninha encontre o seu lugar de Paz no Eterno!

Beijinhos e partilho do teu luto!

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Amigo, choramos juntos. Conheci, virtualmente, Leninha há pouco tempo, mas o necessário e suficiente para amá-la com respeito e admiração por seus comentários doces, de afinidade expressa ao meu gostar literário, elogios superlativos de uma sinceridade que cheguei a crer não ser pequeno em meus escritos, sem me envaidecer e me arrependo por ter dado lugar modesto a eles na minha mente, mas os entronizados em meu coração e por modéstia ou falta de crença em mim mesmo não a respondi com a veemência de suas postagens. Leninha foi embora mas me deixou maior. Que Deus tenha recebido seu espírito e o tenha em Sua luz, iluminado como sempre. Grande abraço. Voltarei. Laerte.

alp disse...

paso a saludarte y a desearte feliz verano...un saludo desde Murcia....

Maria Glória disse...

Olá Manuel Luis!
Uma postagem muito emocionada. Conheci a Leninha por uma amiga comum, nem deu tempo de conversar com ela, mas alguns poucos comentários. Mas tempo suficiente para perceber que era muito querida.
Uma bonita homenagem.

Odete Ferreira disse...

Não conheci a Leninha mas apercebi-me da sua despedida em blogues que sigo (facto que me impressionou intensamente) e, quase logo, da sua partida. Apercebi-me também de quanto era querida por toda a gente.
Parabéns pelo teu gesto, Manuel